Enurese Noturna

Enurese Noturna é o termo médico utilizado para os populares “cama molhada” ou “pipi na cama”. A maioria das crianças molham a cama ocasionalmente, ou até mesmo todas as noites durante os anos de adaptação ao vaso sanitário. Na verdade, estima-se que sete milhões de crianças nos Estados Unidos urinem na cama regularmente. Controlar a função da bexiga durante o sono geralmente é a última etapa do treinamento miccional. Em outras palavras, é normal que as crianças molhem a cama durante o sono durante esse processo de aprendizagem. O pipi na cama não é normalmente considerado problemático até aproximadamente os 7 anos de idade.

De acordo com uma enquete da National Sleep Foundation americana, 14% dos pré-escolares e 4% das crianças em idade escolar molham a cama algumas noites por semana ou até mais vezes.
O pipi na cama das crianças é frequentemente considerado como o simples resultado da imaturidade do funcionamento vesical. A idade em que as crianças se tornam capazes de controlar a bexiga durante o sono é variável, pois trata-se de um processo complexo, que envolve a ação coordenada de músculos, nervos, medula e cérebro. Neste caso, o problema será resolvido com o tempo.

A enurese noturna refere-se a micção involuntária durante o sono em crianças com mais de 5 anos de idade. Pode ocorrer em qualquer momento durante a noite, mas acontece normalmente durante as primeiras horas do sono. Episódios ocasionais de enurese noturna em crianças com mais de 5 anos de idade não são incomuns, mas caso isso aconteça com freqüência maior do que 2 a 3 vezes por mês, uma avaliação com o pediatra será necessária.

Existem formas primárias e secundárias deste distúrbio. Com a enurese primária, a criança não consegue o controle regular sobre a micção noturna. A forma secundária é menos comum e refere-se a enurese noturna que ocorre após a criança ter ficado sem episódios durante o sono por 6 meses ou mais. A enurese secundária pode ser causada por stress psicológico, mas também pode ser o resultado de uma condição médica subjacente, tal como a constipação ou a obstrução do trato urinário.

Como a enurese tende a acontecer durante as primeiras horas de sono, métodos comuns de mudanças comportamentais para melhor lidar com o problema podem ser adotados, tais como:

  • Estabeleça uma rotina regular de sono que inclua a ida ao banheiro antes de dormir;
  • Caso o horário seja regular, acorde seu filho durante a noite e leve-o ao banheiro antes que ele normalmente molhe a cama;
  • Desenvolva um sistema de incentivo e recompensa, como por exemplo “adesivos para noites secas”;
  • Converse com seu filho sobre as vantagens de se usar o penico, tais como não ter que usar fraldas e se tornar um “campeão”;
  • Use ​​cuecas absorventes reutilizáveis e sacos com forro para dormir;
  • Evite líquidos nas horas antes de dormir.

Não há nenhum motivo para punição se a criança molhar a cama (ela não sabe o que está acontecendo) e não fale sobre a enurese na frente dos outros. Seja compreensivo, dê atenção e converse com seu filho sobre como funciona a bexiga e o pipi.

Como último recurso, em casos mais difíceis, o médico pode prescrever medicamentos de curto ou longo prazo. Embora a medicação possa ajudar, o sintoma geralmente recomeça quando a criança deixa de tomar o medicamento.

Referência:

Jodi A. Mindell
“Bedwetting”
National Sleep Foundation