História da Medicina do Sono XV – A Medicina do Sono

“Criamos uma nova especialidade clínica, cuja tarefa é cuidar de todos enquanto dormimos.”

William C. Dement (1985)

A Medicina do Sono nos Estados Unidos começou a ser estruturada a partir da criação da Associação para o Estudo Psicofisiológico do Sono (APSS) em 1961, uma entidade composta por pesquisadores em sono, com abundante interesse clínico.

As pesquisas conduziram à investigação dos distúrbios do sono e resultaram na formação, no início da década de 70, em centros clínicos para o diagnóstico e tratamento de pacientes.

Em 1976, a Associação dos Centros de Distúrbios do Sono (ASDC) foi fundada, e o primeiro centro de distúrbios do sono dedicado em avaliações e tratamento de pacientes foi instituído na Universidade de Stanford, Califórnia, por William C. Dement.

Um processo de aprovação para centros de distúrbios do sono foi desenvolvido pela ASDC, e o primeiro a ser acreditado em 1977 foi o Sleep-Wake Disorders Unit, liderado por Elliot Weitzman, do Montefiore Medical Center, em Nova york.

Em 1978, foi elaborado o periódico médico Sleep para difundir artigos clínicos e de pesquisa sobre sono, e em 1979 uma edição completa foi dedicada à  Classificação Diagnóstica dos Distúrbios do Sono e Vigília.

Em 1978, a Associação dos Tecnólogos em Estudos Polissonográficos, fundada por Peter Anderson McGregor, estabeleceu padrões de prática para tecnólogos em polissonografia.

Em 1983, a Associação para o Estudo Psicofisiológico do Sono (APSS) foi renomeada para Sleep Research Society (SRS) e em 1984 foi fundada a Clinical Sleep Society (CSS), tal como uma ramificação dos membros da Associação dos Centros de Distúrbios do Sono (ASDC) .

Em 1986, a Associação dos Centros de Distúrbios do Sono (ASDC), a Sleep Research Society (SRS), a Clinical Sleep Society (CSS) e a Associação dos Tecnólogos em Estudos Polissonográficos formaram uma sociedade denominada Association of Professional Sleep Societies (APSS).

A Associação dos Centros de Distúrbios do Sono (ASDC) mudou seu nome para American Sleep Disorders Association em 1987 e, posteriormente, para Academia Americana de Medicina do Sono (AASM) em 1999.

Com o crescente reconhecimento da importância dos distúrbios do sono, várias sociedades internacionais de distúrbios do sono foram fundadas, iniciando-se com a European Sleep Research Society (ESRS) em 1971, a Japanese Society for Sleep Research (JSSR) em 1978, a Belgian Association for the Study of Sleep (BASS) em 1982, a Scandinavian Sleep Research Society (SSRS) em 1985, a Latin American Sleep Society (LASS) em 1986, a Sleep Society of Canada (SSC) em 1986, e a British Sleep Society (BSS) em 1989.

Referência:

Michael J. Thorpy
“History of Sleep and Man”
The Encyclopedia of Sleep and Sleep Disorders, Third Edition, Page XXXVIII